quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

UM NOVO TIPO DE SINCERIDADE




Segundo Groucho Marx, a sinceridade têm a seguinte definição "O segredo da vida é a sinceridade e a conduta correta. Se você consegue fingir essas duas coisas, está com a vida feita".

Velho, hoje vivemos boa parte de nossa vida nessa mentira. Querendo agradar gregos e troianos, ou crentes e não crentes.
Preferimos não perder tempo e energia em conversas para ser sinceros. Por que ciramos essa cultura de deixar as coisas passarem para não termos siituações de desconforto, ou então porque investimos mais no nosso "IMPOSTOR", em vez de sermos sinceros, e expor nossa maneira de pensar, sem ofender os outros lógico?
Pense numa situação de trabalho, igreja, estudos, família, enfim as pessoas que cercam o seu cotidiano.
A pessoa que você está tendo problema, passa por você e faz a pergunta clássica, "E aí? Tudo bem?", muitas das vezes, ou grande parte delas, respondemos "Tudo bem", e assim não precisamos ter o desconforto, o gasto de energia e tempo para resolver questões que estão pendentes, e que sempre voltam a tona, a situação que precisa ser resolvida.
O certo, acredito eu, que a nossa posição deveria ser. "Pow velho, na verdade, tenho algo pra conversar com você. Será que poderíamos convesar na hora do almoço?"
Velho, quantas vezes na última semana dei a resposta "Tudo bem"? Quantas vezes simplesmente me pareceu mais simples não ser sincero? Quantas vezes permanecer calado deixou que um relacionamento ficasse onde estava quando um momento de sinceridade poderia ter aprofundado?

SEJA SINCERO!!!!!!!!!!!!!!!!!

É exatamente que Jesus fez em algumas situações, quando confronta os seus discípulos referente a sua fé ser pequena(Mt 14.28-31) ou então quando chama os fariseus de hipócritas e víboras(Mt 23.29,33). Jesus censurou duramente seus amigos, contudo ensinou-os com compaixão e amou-os sacrificialmente.
Em algumas vezes o lado conveniente, é muito mais fácil de ser aceito, você rema de acordo com a maré, está indo todo mundo pra lá mesmo, sussi. E com certeza a siceridade dá muito trabalho velho. Você terá de pensar muito, pra se expressar da forma correta de dizer algo, verificar se a sua motivação está correta, de conversar a fundo sobre um assunto difícil.
É a realidade de encarar minhas ansiedades, de um coração palpitante e mãos suadas, quando corro o risco de ser sincero.

No entanto, se queremos que nossos relacionamentos cresçam, a sinceridade é inegociável. Sem sinceridade, qualquer relacionamento sofre pela falta de confiança, e isso pode causar muito sofrimento. Sem verdade, a confiança se desgasta!!!!

Este ano pretendo me policiar para buscar relacionamentos sinceros, sei que não será fácil, pois com certeza ouvirei coisas que posso não gostar, mas se for fruto de um relacionamento sincero, vou pagar pra ver velho. Se precisar ter uma conversa franca com alguém, vou procurar não deixar para amanhã.
A verdade força uma decisão significativa: aceitar ou rejeitar.
Se nos comunicarmos de forma sincera, em algumas ou grande parte, seremos rejeitados. Mas acho que vale a pena pagar este preço.
Por que é muito mais fácil ser amável do que ser sincero.

POR ISSO, QUERO BUSCAR UM NOVO TIPO DE SINCERIDADE!!!!!!!!!!!!


God Bless You All...

2 comentários:

Rodrigo Santos disse...

A Muito pensei num texto que teria como título - A Síndrome do É Melhor Não (PS:Vi esta expressão nalguma entrevista). Tal pensamento se encaixa exatamente neste post. Centenas de vezes em nossa vida, em nossos relacionamentos, ou até mesmo num posicionamento cristão que deve ser feito totalmente pautado no amor, deixamos de ser sinceros por causa da síndrome do "É Melhor não"!
Certamente é muito mais fácil responder "Tá tudo bem" do que colocar em pauta o que de fato nos incomoda. É bem mais confortável não nos posicionarmos tendo como direção os preceitos de Cristo, do que, norteados pelo amor, falarmos a verdade. Por fim, é mais fácil mentir do que ser sincero.
Deve-se cuidar para que a sinceridade não seja desculpa para má educação ou atitudes puramente revanchistas. Antes, como bem dito no blog, sinceridade dá trabalho. É preciso perceber se a motivação é correta e por fim como, de maneira sincera, mas não má educada, pode ser mantido o diálogo.
Muito boa postagem sobre sinceridade nos relacionamento. Sim ela faz toda a diferença!!!

"Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros" (Ef 4.25)

katialiebert disse...

Concordo em gênero, número e grau em tudo que você escreveu, Jonh, Jonh. E pode ter certeza que vou agir da mesma maneira que você daqui pra frente. Sinceridade ??? Doa a quem doer!! É melhor ser sincero do que esperar pra ver e fazer as pessoas que amamos (amamos????), sofrerem sem ter dado uma chance para nos conhecer de verdade, na íntegra. Ah! E concordo com Rodrigo também. Ter sinceridade, sim, mas com equilíbrio para não mascarar uma falta de educação.Se sinceridade dá trabalho, então eu pago pra ver.Por que não ? Se eu puder dar uma atenção para alguém para evitar danos maiores, tô dentro. Enfim, sinceridade? Faz TODA a diferença. Efésios 4.25.