sexta-feira, 29 de maio de 2009

Simplicidade de Deus - By Mario Hiroshi

A Simplicidade de Deus

O arco corta com a sua flecha o ar
Almeja um ponto e só.
Nesta rota o alvo fica no segundo plano
Por demasia cruel a ponto de matar sem dó.

Tornam os atiradores mecanicamente programados
A fazer uso da sua destreza
No intuito de matar, ferir e destruir
Como se apenas o seu ato importasse.

Esta fúria humana banalizada
Mina qualquer elo de consideração
E harmonia de paz
Que possa sustentar a razão.

Do arco que impulsiona a flecha
Não me interessa,
Mas o brilho de um arco-íris,
Isto sim vale a pena refletir.

Imaginar as cores nele estampadas
São frutos do reflexo da luz
Emitidas pelas gotículas d’água
Calculada pela óptica
Obtida pela perspectiva dos objetos vistos.

E desta lógica de pouco séculos
O indivíduo só detém a resposta do óbvio
Das coisas existentes
Há milênios elevado a milênios.

Portanto, o raciocínio de Deus
Pode ser sutil simples para aqueles que apenas observam,
Entretanto, para os estudiosos e cientistas
O caminho traçado para se chegar as respostas
Foram tão complexos que necessitam de gênios
Para somente definir o que já existe.

Mario Hiroshi

Poesia de grande amigo que fiz neste ultimo fim de semana...


God Bless You All...

Um comentário:

Gabriela Liebert Marold :) disse...

FANTÁSTICO!!!

O Mário é uma benção!!!